| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Pitty News
Desde: 03/01/2005      Publicadas: 36      Atualização: 04/08/2005

Capa |  Agenda de Shows  |  Biografia  |  Destaque  |  Entrevistas  |  Fotos  |  Humor  |  Letra de Música  |  Parceiros  |  PROMOÇÕES


 Entrevistas

  22/07/2005
  0 comentário(s)


Depois de dois anos de sucesso, Pitty lança seu segundo CD em agosto...

Matéria do Jornal O Globo

Ocenário promete: uma casa centenária no Alto da Boa Vista, infestada de mosquitos e recheada de aparelhos médicos antigos que fariam inveja a Marilyn Manson, assim como potes com recheios esquisitos (que poderiam ser cérebros, fígados ou outros órgãos) e uma bateria montada no interior de uma piscina vazia. Vestida com um camisolão branco que lhe esconde quase todas as tatuagens, Pitty capricha quando o diretor do clipe de "Anacrônico", Daniel Og, pede-lhe uma cara de maluca. Mas ela continua cheia de juízo. " O clipe conta a história de uma menina que é internada em um manicômio porque pensa diferente do que os pais dela gostariam " adianta ela. " Lá, eles tentam enfiar seus valores na cabeça dela, e ela começa a enlouquecer. Eu sou a maluquinha e os meninos (os músicos de sua banda, Duda, Joe e Martin), os médicos. O nome da música, segundo ela, é uma referência à "reação das pessoas às mudanças que acontecem ao seu redor". " Às vezes você é cobrado por ser diferente, como se quisessem que fosse igual por dez anos " diz. " Acho-me muito melhor hoje do que era há dez anos. A canção, que já está nas rádios, tem a cara das composições de Pitty " do bem-sucedido "Admirável chip novo" (Deckdisc), de 2003, como "Máscara" e a faixa-título: pesada, melódica, e com o tema recorrente da liberdade individual. " A música é da época em que estávamos gravando o "Chip novo", ainda em 2003 " conta ela. " Ela foi a escolhida para o clipe e para ser a primeira a ir para as rádios porque achamos que resume bem o disco. É pesada e lisérgica, com uma melodia meio estranha. Cerca de 250 mil CDs vendidos na estréia Pitty se diz consciente da responsabilidade de um disco como "Anacrônico" " depois das 250 mil cópias vendidas de "Admirável chip novo", além de dúzias de prêmios " uma marca respeitável para o Brasil atual, especialmente em se tratando da estréia de uma cantora de rock por uma pequena gravadora. Nada que tire seu sono, no entanto. " Se eu não tivesse vendido disco nenhum, estaria fazendo a mesma coisa, só que em outra escala " diz a baiana, que depois de gravar o clipe foi relaxar por dez dias em Los Angeles. " É claro que é massa ir a festivais em Belém e Manaus e ver um monte de gente cantando as nossas músicas. Ou cantar uma canção nova, como fizemos no festival Vibezone, aqui no Rio, com "Brinquedo torto", e ver que um monte de gente já sabia a letra. Mas a gente chegou aqui exatamente por fazer as coisas da nossa forma. Um caso raro de cantora que gerencia a própria carreira em parceria com a gravadora " uma espécie de Marisa Monte com tatuagens e piercings " e não segue a cartilha (que vem dando errado) do mercado fonográfico, ela não chega a comemorar sua independência. " O mais bizarro é que isso deveria ser normal " diz, fumando um cigarro em um intervalo nas gravações do clipe. " Acho que só chegamos a esse ponto porque tivemos tempo de trabalhar as músicas (pelo menos cinco delas foram sucesso nas rádios de rock) e fazer shows que nem uns malucos por todo o Brasil. Na última vez em que contamos, já tínhamos ultrapassado as 200 apresentações. Enquanto viajava, Pitty pegava o violão e ia fazendo novas canções. " Uma ou outra coisa fiz no piano, mas sou melhorzinha no violão " conta ela. " Apenas três músicas das 13 do novo disco compus com parceiros, como Peu, que tocava guitarra comigo, e os meninos da banda. O resto fiz eu mesma. Embora pareça que "Anacrônico" levou um longo tempo para ser gravado, ele apenas seguiu a agenda Pitty de fazer tudo com calma. Depois de fechar o repertório, ela ficou um mês ensaiando. " Eram umas 12 horas por dia passando as músicas, arranjando, para chegarmos ao estúdio sem dúvidas " lembra ela. " Quando fomos gravar, em uma semana as bases estavam prontas e pudemos nos dedicar a detalhes, como tecladinhos e efeitos sonoros. O disco foi masterizado em Los Angeles, por Brian Gardner, que tem David Bowie e Foo Fighter no currículo. " É muito importante para mim deixar o disco com uma sonoridade que possa ser reproduzida ao vivo " diz Pitty. Os shows, principal cartão de visitas da cantora, voltam já: depois de lançar o CD, dia 10 de agosto, ela estréia sua nova turnê em setembro, em São Paulo, e chega ao Canecão em outubro.
  Autor: Gabriel





Capa |  Agenda de Shows  |  Biografia  |  Destaque  |  Entrevistas  |  Fotos  |  Humor  |  Letra de Música  |  Parceiros  |  PROMOÇÕES
Busca em

  
36 Notícias


Destaque
 

Fique por dentro!

 

Mudamos de endereço!


Agenda de Shows
 

Fique por dentro!

 

AGENDA DE: JULHO | AGOSTO | SETEMBRO


Biografia
 

História

 

A Vida da Rockeira!

 

História

 

A Mulher que está mudando a história do Rock


Letra de Música
 

Top Vagalume.com.br

 

Eu Quero Sempre Mais - acustico MTV Ira!

 

Top Letras.mus.br

 

EQUALIZE


PROMOÇÕES
 

RePoRtEr EsTaNtAnIo

 

PrOmOçÃo: REPORTER ESTANTANEO

 

Apoie-nos

 

PRÓXIMA PROMOÇÃO

 

Seja + Pitty News

 

Ganhador do concurso.


Parceiros
 

Parceiro

 

Reality Family

 

Parceiro

 

Pitty FC

 

Seja nosso parceiro

 

Parceria que dá certo

 

Apoie-nos

 

Desenvolva nossa idéia!